Equipe

Wuttke Advogados – Matriz

Jose Luiz Wuttke
Antônio Luis Wuttke
Aline Reffiel Serdeira
Ernani Luis Kunst
Pedro Guilherme Nervo Junior
Caroline Bisinella
Patrícia Schmidt
Bruno Isotton Bitencourt
Diego William da Silva
Ricardo Silva Guedes
Douglas Leandro da Silva
Filipe Flores
Lucas Steffen
Luis Fernando Basei
Regina Lenz
Maria Janice Müller Ribas
Alessandra Maria Souza de Mello Lampugnani
Douglas Chaxim Martins

Wuttke Advogados – Filial Bom Retiro do Sul

Darci Jose Wermann

Wuttke Advogados – Filial Porto Alegre

equipe

Posts Recentes

Segunda Turma do Superior Tribunal Justiça confirma impedimento à acumulação de auxílio-acidente e aposentadoria

Com as alterações promovidas pela Lei 9.528/97, não é mais possível acumular o auxílio-acidente e a aposentadoria. A decisão foi dada pela Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao analisar recurso especial apresentado contra julgado do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

O TRF4 negou o pedido de acumulação, pois a aposentadoria, no caso, foi concedida após a vigência da Lei 9.528. O tribunal regional considerou que a legislação em vigor impede que o benefício do auxílio-acidente seja pago em conjunto com a aposentadoria, caso um desses benefícios tenha sido concedido após a entrada em vigor da Lei 9.528.

O beneficiário, em demanda com o INSS, interpôs recurso no STJ, alegando afronta aos artigos 165, parágrafo primeiro, do Decreto-Lei 89.312/84 e 86, parágrafo primeiro, da Lei 8.213/91, em sua redação original que permitiriam o recebimento concomitante da aposentadoria e do auxílio-acidente. Afirmou haver dissídio jurisprudencial (julgados com diferentes conclusões sobre o mesmo tema).

O ministro relator, Humberto Martins, afirmou que a Lei 8.213, realmente, previa que o auxílio-acidente era vitalício e acumulável com qualquer outra remuneração ou benefício não relacionado ao mesmo acidente.

Entretanto, a Lei 9.528 (fruto da Medida Provisória 1.596-14/97) alterou a regra, afastando a vitaliciedade e proibindo a acumulação com qualquer espécie de aposentadoria do regime geral. A possibilidade de acumulação do auxílio-acidente com proventos de aposentadoria requer que a lesão incapacitante e a concessão da aposentadoria sejam anteriores às alterações promovidas pela nova lei, destacou o relator.

É aplicável no caso, segundo o ministro Humberto Martins, a Súmula 83 do STJ, que determina que não se conhece de recurso especial pela divergência, quando a orientação do Tribunal se firmou com o mesmo entendimento da decisão recorrida. A Turma seguiu essa posição de forma unânime e não conheceu do recurso.

Informações retiradas do site www.jusbrasil.com.br.

  1. Novo Site no Ar Comentários desativados